Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

UFPA investe na melhoria dos fluxos de dados na rede universitária

  • Publicado: Sexta, 26 de Maio de 2017, 12h40

A Universidade Federal do Pará (UFPA) é responsável por manter mais de 100 prédios conectados à internet diariamente. São 96 blocos apenas na Cidade Universitária e mais 12 outras unidades espalhadas por Belém, além dos campi fora da capital. Para que o fluxo de dados acompanhe o crescimento da instituição e da comunidade acadêmica, o CTIC (Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação) da UFPA irá investir em novos switches para aperfeiçoar a conexão e transmissão de informações na Rede Darwin, o backbone - rede principal de transporte de dados - que conecta todas as unidades da instituição.

Cada prédio da UFPA conta com um equipamento chamado “switch”. Sua função é conectar os prédios à Rede Darwin. Cada switch funciona como uma parte da “via de acesso” que liga a Universidade inteira. Juntos, os switches permitem o trânsito livre de dados pela rede.x440

O atual problema na “via de acesso” é uma espécie de obstrução que impede que o fluxo de dados aconteça de maneira ideal. A forma como os equipamentos são utilizados atualmente não garante a contenção de tráfego de dados desnecessários e nocivos para o backbone central da rede. Marcelo Moraes, coordenador de redes do CTIC, alerta: “para uma rede do tamanho da nossa isso é bem prejudicial, pois o roteador principal perde muito tempo processando coisas que não deveria”.

rede darwinO projeto visa retirar os switches mais simples e colocar no lugar um switch com capacidade de distribuir melhor o tráfego. Os novos equipamentos permitirão que a informação importante seja transportada para o equipamento central de rede do CTIC sem ser misturada com dados que não interessam ao sistema. Isso irá garantir maior vida útil ao aparelho e menor consumo de energia no processamento de dados, além de diminuir os riscos de uma parada técnica por sobrecarga de processamento ou mau funcionamento da rede.

Para fazer a troca é necessário um grande investimento - cada novo switch custa em média R$ 15.000,00 (quinze mil reais). Cerca de 40 equipamentos foram adquiridos e as instalações estão sendo feitas gradativamente desde o ano passado e até o final do ano o CTIC pretende adquirir, no mínimo, mais 30 switches para melhorar a distribuição do tráfego. Entretanto, por causa do grande custo do projeto, um prazo final ainda não foi estabelecido.

 

Texto: Mariana Vieira - Assessoria de Comunicação do CTIC (Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação).

registrado em:
Fim do conteúdo da página